domingo, 28 de outubro de 2012

A Morte e Vida de Charlie- Ben Sherwood

A Morte e vida de Charlie, escrito por Ben Sherwood captou-me logo a atenção, pois acabei várias vezes ouvir pessoas referirem esse livro. Contudo o livro não me cativou, fui uma desilusão para mim.

Breve Resumo do Livro:

A história inicia-se quando Charlie, um rapaz que aos 15 anos se depara com a morte do seu irmão mais novo, Sam. Charlie sente-se culpado pela morte de seu irmão, pois podia ter-se desviado do camião que embateu no carro e acabou com a vida do irmão. Contudo Charlie continua a ver Sam todos os dias a mesma hora, como já via as pessoas que já tinham morrido quando assistia ao funerais, já que ele é coveiro num cemitério. A amizade entre os dois irmãos é tanta e a dor da perda é tão grande que Charlie promete nunca abandonar o irmão e durante treze anos vivem numa espécie de limbo, onde ambos são felizes sem viverem plenamente. 
Então que o nosso Charlie acaba por conhecer Tess, uma jovem navegadora por quem se apaixona e que o faz ver que existe muito mais para viver. Irá Charlie cumprir a promessa feita a Sam ou irá em busca do mundo desconhecido na companhia de Tess? 

Excertos do livro:

(...) "Um cacho castanho balançando em frente à sua testa. A luva Rawlings em sua mão. E, depois somente vidros quebrados, metal e escuridão".

"A escuridãp havia desaparecido, e a luz cercava os dois quase que completamente. Sam estava tremenso, e havia colocado seu braço ao redor de Oscar. -Estou com medo-ele disse.-não quero que a gente se encreque. Não quero que a mamãe grite. Não quero que nenhuma pessoa estranha nos leve embora.
-Vai ficar tudo bem-disse Charlie.-Ele sentiu o calor da luz chegando até o interior de si, e a dor começou a desaparecer.Prometa que nunca vai me abandonar- Disse Sam estendendo a mão para pegar a do irmão. Prometo. Jura?Juro".

"Charlie se lembrava do quando Sam parecia estar feriso após seu enterro, mas ele havia voltado à sua aparencia normal em poucos dias. Para alguns é claro, testemunhar o seu próprio funeral era uma experiencia extremamente dolorosa. No ínicio eles ficavam longe Depois, após um dia ou dois, eles apareciam no Waterside e começavam a aceitar que o fim havia chegado. Finalmente eles desapareciam e iam para o céu...Só dependia do quanto eles estavam dispostos a se desapegar, e em quanto tempo".

(...) "Charlie ouviu quando o padre Shattuck iniciou a cerimonia.
Há uma época para cada couisa-ele entonava.-Um tempo para cada profissão na Terra. Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo de colher o que foi plantado; tempo para chorar, tempo para rir; tempo para lamentar, tempo para dançar; tempo para buscar, tempo para perder; tempo para amar, tempo para odiar..."

Critica:

Não consegui concluir a leitura do livro, tentei várias vezes tentar concluir a leitura mas de fato não é o tipo de livro que me fascina. Por isso acabei por desistir.

x_3c0fc15b


Sem comentários:

Enviar um comentário